quarta-feira, 16 de setembro de 2009

O poder da Melaleuca - Tea Tree

A Melaleuca (Melaleuca alternifolia) é uma árvore nativa da Austrália, conhecida também como Tea Tree ou Árvore de Chá. Suas propriedades curativas são conhecidas há centenas de anos pelos aborígenes, que esmagavam suas folhas misturadas à lama, produzindo uma pasta medicinal, utilizada no tratamento de cortes e infecções de pele. Reza a lenda que havia uma lagoa mágica com poderes curativos, onde as tribos se banhavam para tratar feridas, queimaduras e afecções. Na verdade, tratava-se apenas de um pântano onde caíam as folhas de Melaleuca, dando origem a um banho com propriedades anti-sépticas.

Em 1920, o Dr. A. R. Penefold, um químico do governo em Sidney, Austrália, recebeu o crédito pelo início da pesquisa clínica em seres humanos e documentação dos diversos benefícios associados com o óleo de melaleuca. Seus estudos determinaram que o óleo de tea tree possuía um potencial cerca de 11 a 13 vezes mais poderoso do que o ácido carbólico (fenol) para matar fungos e bactérias, não queimando a pele apesar disso. Os resultados de suas pesquisas foram além das expectativas, tanto que durante a Segunda Guerra Mundial, o OE de Melaleuca entrou na maleta de primeiros socorros de todos os soldados e era chamado de "kit medicinal engarrafado".

Dentre as diversas propriedades, podemos destacar:

• Ação potente em problemas infecciosos e inflamatórios, sendo mais rápido e eficiente em comparação à antibióticos convencionais, mesmo em situações recorrentes, com a vantagem exterminar as bactérias sem possibilidade de desenvolver resistência.
Age como antiséptico de duas maneiras: através de uma ação direta sobre os microorganismos; e através de ativação dos glóbulos brancos no processo de defesa do corpo. Sendo assim, possui propriedades imunoestimulantes, o que o torna uma alternativa formidável para pacientes com baixa resistência e/ou doenças que fragilizam sua imunologia e permitem o aparecimento de doenças inoportunas.
• Eficaz contra um largo número de fungos e micoses de pele.
• É considerado um recurso valioso dentro da odontologia no tratamento de doenças bucais e na prevenção da cárie, com ação potente sobre Streptococci mutans, agente causador de cáries.
• Ação sobre Staphylococcus aureus, uma bactéria hospitalar que não responde a antibióticos e mata pacientes em todo o mundo, Trypanosoma brucei (causador da doença do sono) e Leishmania major (causador da Leishmaniose). Atua ainda sobre Pseudomonas aeruginosa, Escherichia coli, Staphylococcus aureus, Candida albicans, Aspergillus Níger, Streptococcus pyogenes, dentre outros, mesmo na presença de sangue ou de material fecal.
 
Algumas dicas práticas de utilização:

• UNHA PRETA, COM MICOSES, DESCAMANDO OU ENCRAVADA, PÉ DE ATLETA: 1 a 2 gotas, 2 X ao dia por 1-2 meses e se associado meio a meio com o óleo de cravo da índia obtém-se resultados ainda melhores;
• SINUSITE INFECCIOSA: inalações 3-6 gotas;
• GARGANTA INFLAMADA, LARINGITE E AMIDALITE: 1-2 gotas num copo com água para gargarejo;
• CASPA, SEBORRÉIA: cerca de 25-40 gotas para cada 100ml de shampoo, lavar e deixar no cabelo por pelo menos 3 minutos;
• IMPETIGO, PTIRÍASE, PSORÍASE, CANDIDÍASE OU TRICOMONÍASE VAGINAL, COCEIRA GENITAL E NAS VIRILHAS: líquen (gel 0,5-2% uso local ou 3 gotas em 100ml água passando com algodão na área;
• HERPES OU SAPINHO: puro no local;
• CISTITE, INFECÇÕES EM GERAL, CANDIDÍASE REINCIDENTE, ENTERITE, etc: 2-3 gotas, 3X ao dia em uma colher de sopa de água internamente, por cerca de 1 semana;
• ASSEPSIA DO AMBIENTE E SUPERFÍCIES: álcool com OE de melaleuca a 5%.

Utilize com moderação e sempre com acompanhamento especializado!

Apesar do óleo de tea tree nem sempre ser indicado internamente em muitas literaturas, ele apresenta excelentes resultados através de poucas gotas na água para se tomar, principalmente na solução de infecções. Mas, recomendamos que seu uso seja feito sob a orientação adequada de um aromaterapeuta que tenha conhecimento sobre as dosagens no uso interno de óleos essenciais.
No caso de ALERGIA ou MAL ESTAR, suspenda imediatamente seu uso. O uso excessivo de tea tree, principalmente internamente pode ser tóxico, mas se utilizado adequadamente traz resultados sem fazer nenhum mal. Alguns animais como aves, são muito sensíveis ao óleo, que deve ser usado sempre bem diluído para evitar alergias nos mesmos. Não seria recomendado o uso interno em grávidas (apesar de não ser abortivo), a não ser em casos de extrema necessidade, mas sob acompanhamento terapêutico ou médico adequado.
Fonte: Enciclopédia de Fitoaromaterapia - Prof. Fabian László - BH - MG - Em prelo.


2 comentários:

  1. Oi eu quero saber se posso usar nas unhas dos pés, e na pele, sempre usei mas agora estou grávida, posso continuar usando??

    ResponderExcluir

O blog se alimenta de comentários! Deixe o seu, eu agradeço!

Biografia

2008 - Conclui a faculdade de Naturoterapia - Enfase em Terapias Orientais; aperfeiçoamentos em Auriculoterapia e Acupuntura Abdominal (UNIBEM-PR) e o Programa Internacional de Educação de Florais de Bach (Instituto Dr Edward Bach). Neste mesmo ano, pude desenvolver as habilidades em Fitoterapia trabalhando na Chá & Arte Ervanário, além projetos paralelos de Massoterapia e Florais.

2009 - Animei oficinas de Shantala e Reflexologia no Espaço Aoba (Curitiba/PR), onde estive até o encerramento das atividades. Fundei a marca e a loja virtual Aho Ervas.

2010 - Participei do Workshop “Nascimento: da fisiologia à prática”, com o obstetra francês Michel Odent e do Encontro "Toda gravidez é sinal de saúde" com a parteira holandesa Mary Zwart. Neste ano, trouxe ao mundo meu 2o filho, num lindo e transformador parto domiciliar.

2011 - Em passagem por Buenos Aires, tornei-me mestra em Magnified Healing. De volta a Curitiba, participei da 1a turma de Formação Profissional em Parto Ativo com Janet Balaskas no Brasil, um privilégio e grande honra, visto que Janet é precursora do Parto Ativo, autora do livro homônimo e fundadora do Active Birth. Iniciei meus estudos em Aromatologia Aplicada à Saúde com Fabian Laszlo. Retornando a Buenos Aires, conheci Alimentação Viva, participando de oficinas com a mestra internacional Gae Arlia.

2012 - Mudei-me para Natal/RN e passei a coordenar as atividades da Casa Aho; conclui a Capacitação em Atenção ao Parto Domiciliar (Recife-PE), curso pioneiro no Brasil.

2013 - Conclui a Formação em Constelação Familiar com Efu Nyaki.

2014 - Tornei-me parte do corpo docente da Capacitação em Parteria Urbana (Cefapp/PE) e da Formação de Doulas Comunitárias (Natal/RN). Fiz curso de Aperfeiçoamento em Yoga para Gestantes.

2015 - Conclui a Formação Profissional em Aromaterapia pela Terra Flor. Iniciei o ciclo de encontros de gestantes da Casa Kids.

2016 - Retomei a Graduação em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte UFRN e iniciei a Pós-Graduação em Terapia Vibracional Quântica.

Entre em contato pelo email nicnunes@gmail.com e conheça meu trabalho.